viver no campo

Se pesquisas sugerindo que pessoas que vivem perto de estradas principais podem ter um risco maior de demência, levaram a pensamentos que viver no campo com uma vida mais limpa e sem tráfego, geram uma qualidade de vida maior para as pessoas, se você pensa assim, você não está sozinho.

Mas qual é a realidade? Uma existência rural é melhor para a nossa saúde?

Como as causas da demência em si, não é uma pergunta direta e não há respostas claras.

À primeira vista, fugir para viver no campo parece uma boa ideia.

Pensando em se mudar? Economize com nosso orçamento. Entre em contato, responderemos o mais breve possível!

seta preta

O ar é mais limpo, há menos tráfego e a poluição do ar – o que aumenta o risco de derrame, câncer de pulmão, doenças cardíacas e respiratórias – não é um problema.

Há também mais oportunidades para sair e se exercitar em todo aquele espaço aberto – lembre-se daqueles longos passeios que você tem pensado – e aproveite estar cercado por vegetação.

Viver no campo gera uma vida longa

viver no campo: fazendeiro

De acordo com David Newby, professor de cardiologia da British Heart Foundation na Universidade de Edimburgo, quando se trata de poluição do ar, “estar no país é melhor para você”.

Isso porque morar longe de estradas movimentadas reduz o risco de danos aos pulmões e ao coração causados ​​por partículas finas e gases emitidos pelo tráfego, ao morar no campo nem procedimentos estéticos no rosto você irá precisar.

Embora se saiba que ônibus, arranha-céus e tráfego de veículos aumentam o risco de exposição à poluição, o professor Newby diz que não é preciso ir muito longe para reduzir o risco à saúde.

“Quanto mais perto você estiver de uma estrada principal, pior será, mas mudar para o interior dos estados pode ser suficiente”, disse ele.

Especialistas em pesquisa e medicina, dizem que é “significativamente mais saudável” viver no campo.

Estes mesmos dizem que a pesquisa mostra que a poluição do ar é responsável por uma perda média de expectativa de vida de seis meses em todo o país e a maior parte disso é impulsionada pelas populações urbanas.

“As áreas rurais que são remotas têm metade da concentração de níveis de poluição das cidades e áreas urbanas.”

E um relatório do governo, que descobriu que os resultados de saúde são mais favoráveis ​​nas áreas rurais do que nas áreas urbanas, parece corroborar essas descobertas.

Vantagens e expectativa de vida ao viver no campo

viver no campo: fazendeiro carregando cesta com legumes

A expectativa de vida é maior ao viver no campo, a taxa de mortalidade infantil é menor e os anos potenciais de vida perdidos por causas comuns de morte prematura também são menores nas áreas rurais, diz estudo.

Mas isso não conta toda a história – existem grandes variações nas áreas rurais e urbanas devido à privação.

Espera-se que alguém que vive em uma vila rural viva mais do que alguém que vive em uma cidade, e alguém que vive em uma área urbana carente tem menos probabilidade de viver enquanto alguém criado em um subúrbio arborizado da cidade.

De acordo com um relatório do Escritório de Estatísticas Nacionais de 2010, que tentou levar em conta a privação, a expectativa de vida geral era maior nas áreas rurais, mas as maiores expectativas de vida foram encontradas nas áreas urbanas mais ricas, o que já era de se esperar.

Verde e agradável? As desvantagens de morar no campo

homem segurando celular na fazenda

Na maioria dos locais afastados, não pega internet, então o estilo de vida muda totalmente.

É fácil romantizar o campo e vê-lo como um lindo verde, rural, tranquilo e sem stress.

Mas mesmo que isso fosse verdade (já ouviu falar em insetos?) Isso pode trazer grandes problemas.

Além disso, com uma população mais velha vivendo em média em áreas rurais, a solidão e o isolamento podem se tornar um problema à medida que as pessoas envelhecem.

Para os idosos e doentes sem carro ou transporte público, e distantes de consultórios médicos, hospitais e amenidades locais, viver no campo pode se tornar um sério desafio.

Mesmo os trabalhadores mais jovens, atraídos pela promessa de mais espaço interno e externo, podem passar horas viajando todos os dias.

Eles também podem acabar passando mais tempo em um carro para se locomover, criando assim mais poluição e fazendo menos exercícios.

Faça sua escolha, viver no campo ou cidade?

Estudos realizados pelas maiores faculdades do Brasil, dizem que a pesquisa mostra que os residentes urbanos caminham mais do que os residentes rurais – para as lojas e para o trabalho, por exemplo – “mas isso não se traduz em benefícios para a saúde”.

“Nas áreas urbanas como nas cidades, há muito mais ocorrendo, mas as pessoas mais carentes e humildes não têm acesso a maioria das oportunidades.”

No final, onde você mora é uma escolha pessoal, seja viver no campo ou na cidade, e isto é baseado em vários fatores, incluindo empregos, meios financeiros, saúde e estilo de vida, dizem especialistas.

“Se você mora em um lugar onde está isolado e não tem dinheiro para se sustentar, não importa onde você mora.

“Você pode ficar tão isolado no centro da cidade quanto em um ambiente rural.”

Pensando em se mudar, seja para o campo ou a cidade, conte com a melhor empresa de mudanças residenciais e comerciais do país, conte com quem lhe de seguro, garantia e preço baixo, conte com a Master Mudanças.

Confira nossos principais serviços:

mulher bonita pedindo para ligar

Fale conosco pelo WhatsApp ou ligue (31) 3422.7733, será um prazer em lhe atender.